Gasolina subiu, e agora? Como atualizar o reembolso de KM da sua empresa?

A gasolina subiu, e agora? Se você não sabe o que fazer, veja neste artigo como atualizar seu KM rodado para realizar o reembolso de seus colaboradores, da forma mais justa possível.

6 minutos de leitura

Já se tornou algo comum ver notícias de que a gasolina subiu, que os combustíveis estão mais caros e que precisamos diminuir o consumo para poder poupar.

Aliás, o que não está subindo ultimamente? Estamos com uma inflação média de 8% nos últimos 12 meses, algo bem preocupante, a propósito.

No entanto,  quem faz muitas viagens utilizando o próprio carro, fica com a dúvida: como repassar esse aumento da gasolina para pedir reembolso? 

Aqui na Onfly já explicamos detalhes sobre como calcular o valor do KM rodado em 2021

Mas com os recentes aumentos nos preços dos combustíveis, não poderíamos deixar de trazer um conteúdo explicando como atualizar seu KM rodado, considerando esse aumento da gasolina e até de outros combustíveis, caso o carro seja flex ou a diesel. 

Sendo assim, confira a seguir tudo que você precisa saber sobre o aumento dos combustíveis para atualizar o KM rodado com base nessa nova realidade no Brasil!

Como diminuir o consumo de combustível?

Se o aumento do preço dos combustíveis é uma realidade (infelizmente) cada vez mais presente na vida dos brasileiros, é fundamental saber como diminuir o consumo. Aliás, essas dicas devem ser passadas por todos os empreendedores, gestores de viagens e secretárias que atuam diretamente com colaboradores que viajam em nome da empresa. 

Mesmo com a atualização do KM rodado com base nos novos preços dos combustíveis, é muito importante que os colaboradores viajantes saibam como diminuir o consumo. 

Algumas práticas da empresa também podem garantir um consumo mais consciente também, como traçar rotas mais econômicas e evitar idas e vindas desnecessárias.

Em todo caso, separamos algumas dicas que devem ser passadas aos colaboradores da empresa para um menor consumo de combustível. Confira!

1. Faça o cálculo para saber se vale a pena abastecer com gasolina ou etanol

Em carros com motores flex, há a vantagem de poder optar por um tipo de combustível ou outro. Como os preços variam muito, é sempre importante fazer o cálculo para saber qual combustível vale mais a pena, considerando o preço. 

2. Não carregue peso desnecessário no carro

Outra dica muito importante para repassar aos colaboradores é sobre o peso extra dentro do carro. Há uma estatística de que a cada 50 kg dentro do carro, ocorre um aumento de 1% no consumo de combustível. Por isso, o ideal é transitar com o menor peso possível para uma maior economia. 

3. Mantenha os pneus calibrados

Quanto mais descalibrados estão os pneus, maior é o gasto de combustível. Isso porque o motor precisa exercer mais força para fazer o carro se mover. Com os pneus calibrados corretamente, como orienta o fabricante de cada veículo, o consumo se torna menor. A cada 3 psi a menos de pressão nos pneus, o gasto de combustível aumenta em 2%. 

4. Não deixe a manutenção preventiva de lado

Outro fator que pode comprometer o consumo de combustível é a manutenção preventiva. Se ela não for feita dentro do prazo estabelecido pelo fabricante, pode ocorrer um maior consumo de combustível. Isso inclui principalmente a troca do filtro de ar, do filtro de combustível, de velas de ignição, entre outras peças que podem fazer seu carro consumir mais gasolina, etanol ou diesel. 

5. Não ande com o carro em ponto morto (esta é clássica)

Embora a maioria das pessoas tenham a crença de que “andar na banguela” é uma boa estratégia para poupar combustível, saiba que essa é uma prática ineficiente. Quando você faz isso, o carro continua sendo alimentado com combustível. Portanto, você está gastando combustível da mesma forma, ou até mais. 

Como atualizar seu KM rodado?

Considerando que os preços dos combustíveis estão subindo constantemente, é injusto que a empresa não realize o reajuste no KM rodado com base nos novos valores. Isso porque o colaborador pagará do próprio bolso o combustível mais caro, se a empresa não fizer a atualização devidamente. 

Em resumo, o colaborador pagará a conta, e lembre-se, colaborador infeliz, é a pior coisa que uma empresa pode ter.

Portanto, é fundamental refazer o cálculo do KM rodado conforme já orientamos na Onfly, mas com o acréscimo no preço dos combustíveis, que agora está mais caro. De qualquer forma, separamos algumas dicas e um pequeno passo a passo de como atualizar seu KM rodado com base nos novos valores. 

Como calcular o consumo de combustível?

O primeiro passo é calcular o consumo de combustível. Para fazer isso, é necessário seguir algumas etapas, elas são:

  1. Deixe o carro praticamente sem combustível;
  2. Vá até um posto e encha o tanque;
  3. Zere o marcador de quilometragem ou marque a numeração atual;
  4. Rode com o carro até quase zerar todo o combustível;
  5. Quando tiver que abastecer novamente, confira a quilometragem novamente;
  6. Encha o tanque novamente e anote quantos litros foram necessários para reabastecer.

Agora você já tem os dados necessários para saber o consumo de combustível. Se você zerou o marcador, então a quilometragem que aparece no veículo é justamente a quantidade de quilômetros que você rodou com o tanque cheio. 

Se não foi possível zerar o marcador, então basta subtrair o KM anterior pelo número atual para saber a diferença. Essa diferença será justamente o KM rodado com o tanque cheio. 

Mas o cálculo ainda não terminou. Você terá que dividir a quilometragem rodada pelos litros de combustível. Por exemplo:

  • Quilometragem – 525
  • Litros de combustível – 48
  • Total – 10,937 quilômetros por litro de combustível

Gasolina subiu: como atualizar o KM rodado?

Por fim, você deverá atualizar o KM rodado com base no cálculo realizado anteriormente. Agora que já sabemos a média de consumo de combustível do veículo, é preciso incluir essa informação no cálculo do KM rodado para reembolso ou adiantamento de despesa do funcionário.

Nesse cálculo, você provavelmente já incluiu todas as informações necessárias para o reembolso, como seguro do veículo, IPVA, gastos com manutenção e o custo com abastecimento de combustível. Quando for atualizar, basta inserir os novos dados de consumo de combustível do veículo e o preço atualizado da gasolina, etanol ou diesel, dependendo do combustível utilizado no veículo em questão. 

No caso de carros que são flex, é importante fazer o cálculo do consumo considerando os dois combustíveis, tanto a gasolina quanto o etanol. Pois assim você poderá saber qual é a opção mais viável considerando o preço e o rendimento em KM. 

Gostou das dicas sobre como atualizar seu KM rodado? Então deixe seu comentário!

Jared Belfort
Autor: Jared Belfort

Jared Belfort é especialista em viagens da Onfly, nos últimos meses tem se dedicado a entender como funciona o mercado de viagens e como pode otimizar os custos de viagens das empresas, para falar com ele, basta enviar um e-mail para jared@onfly.com.br

Deixe seu e-mail e receba em primeira mão dicas de viagens corporativas

Só conteúdo supimpa, acredite ;-)

    Prometemos não enviar qualquer tipo de spam.


    Outros artigos