Hotéis corporativos: entenda o impacto de eventos no preço da diária

Saiba o que a Fórmula 1 e shows internacionais tem a ver com a sua viagem a trabalho, influenciando diretamente o preço e disponibilidade de hotéis.

Se você acha que o show do RBD ou da Taylor Swift aqui no Brasil não tem nada a ver com a sua viagem corporativa, repense. 

Na verdade, com a retomada dos grandes eventos e atividades de lazer que estavam represados durante a pandemia da Covid-19, a agenda de shows no Brasil está bombando.

Além desses dois shows, só em novembro, São Paulo (SP) vai receber também a Fórmula 1, a Comic Con Experience (CCXP), além de apresentações de Red Hot Chilli Peppers, Roger Waters e Alanis Morissette. 

hotéis show taylor swift
Show da Taylor Swift tem impacto nos hotéis

Tudo isso já está encarecendo o preço de hotéis e outras formas de hospedagem na capital paulista. 

O motivo? Aquela tradicional relação entre oferta e demanda que regula o mercado. 

Com a procura muito grande e a oferta muito baixa, os vendedores aumentam os preços para conseguirem lucrar. 

De acordo com nosso levantamento, realizado exclusivamente pela plataforma de gestão de viagens da Onfly, o preço médio da diária em São Paulo aos finais de semana no mês de novembro está elevado. Esse é o período que reúne este grande número de shows e eventos – com preço 72% maior em relação aquele registrado em outubro

Para se ter uma ideia do impacto, a pesquisa também apontou que o valor médio de uma diária no primeiro final de semana de novembro, entre os dias 4 e 6 do mês, quando acontece a Fórmula 1, é de R$ 864.

Na comparação com novembro de 2022, o preço já está, em média, 62% superior

O levantamento também apontou que o preço para diária entre sexta e domingo está 43% mais barato em setembro do que em novembro. 

E até mesmo quando comparado com dezembro – mês de alta temporada pelas férias escolares e festas de final de ano – novembro está com preços 72,9% mais altos. 

Para a pesquisa, a Onfly considerou hotéis econômicos nas regiões sul e oeste de São Paulo, onde estão concentrados os espaços dos eventos, com exceção de hotéis de luxo e midscale. Os valores foram orçados em agosto de 2023.

Como escapar dos preços de hotéis nas alturas? 

Por aqui já adiantamos dicas preciosas para contornar os grandes shows e economizar na hospedagem

A palavra de ordem para tentar garantir bons preços é a antecedência. Inclusive, essa também é a chave para conseguir acomodação – já que alguns hotéis podem ficar com lotação máxima nas datas de shows e eventos. 

Como o mês de novembro já está “batendo à porta”, vale se atentar para garantir as melhores condições possíveis. 

Geralmente, as políticas de viagens estabelecem tetos máximos de gastos para as diárias de hotel e, por isso, pode ser um grande desafio encontrar boas opções em cima da hora com preços dentro do permitido. 

Por isso, vale conferir como está a programação do calendário de viagens da sua empresa e se alguma das datas previstas vai coincidir com grandes eventos. 

Nesse sentido, é importante lembrar que, além dos shows de novembro em SP, outros grandes eventos podem ter impacto na hotelaria e nos preços. Um bom exemplo recorrente é o Rock in Rio, que acontece todos os anos e geralmente lota os hotéis mais próximos da cidade do Rock. 

Ou seja, é importante sempre conferir a agenda de eventos das grandes cidades para evitar dor de cabeça na hora de fazer as reservas de hotel – isso vai garantir boas acomodações com preços mais acessíveis e dentro da política de viagens. 

Além da influência para garantir hospedagem, a antecedência também é fundamental para garantir os melhores preços de passagens aéreas. Confira aqui mais um estudo exclusivo da Onfly sobre o prazo para comprar o ticket. 

newsletter
Compartilhe esse conteúdo
Elaine Maciel
Elaine Maciel

Elaine é comunicóloga pela UFSJ e embarcou no desafio de fazer parte do time de comunicação e marketing da Onfly como Analista de Conteúdo. Para conversar com ela, basta enviar um e-mail para elaine.maciel@onfly.com.br!