Viajar em pandemia: requisitos para viagens nacionais e internacionais

Desde que a pandemia começou algo que ficou muito difícil é viajar dentro e principalmente fora do país. Os requisitos para viajar em pandemia variam em cada destino e podem mudar a qualquer momento, já que novas diretrizes são sempre lançadas pelos países e estados. 

No entanto, para quem irá realizar uma viagem a trabalho é fundamental saber quais são esses requisitos para realizar a viagem com segurança e respeitando as normas exigidas por cada localidade. Por isso, nesse artigo vou explicar quais são os principais requisitos para quem precisa viajar ao longo da pandemia. 

Mas lembre-se, é sempre importante manter-se atualizado, pois todos esses requisitos podem mudar dependendo da curva de casos de cada lugar, ok?

viajar em pandemia

O que é preciso atualmente para viajar em pandemia em voos domésticos?

Em 2022, as medidas para controle do coronavírus já estão mais flexíveis, considerando a quantidade de pessoas que já foram imunizadas e também a queda dos casos de infecção e morte pelo vírus quando se trata de viajar em pandemia. No Brasil, no inicio de abril deste ano, 75,68 % da população brasileira já está com a 2ª dose e 51,32 %, da população vacinável, já está vacinada com a dose de reforço. já Por isso, para quem viaja em território nacional os requisitos de viagem são poucos e eu vou te contar quais são eles nos próximos tópicos. Confira!

De avião

Para viajar de avião dentro do Brasil, não é exigido atualmente o PCR, que é o teste de covid-19, e nem mesmo a apresentação do comprovante de vacina. Porém, é obrigatório o uso de máscara dentro dos aviões e em todas as áreas do aeroporto, sendo que essa recomendação é importante devido ao grande volume de pessoas que entram e saem dos aeroportos, podendo vir de outros estados e também países. 

Em relação à documentação, o passageiro deve apresentar seu documento de identidade, CPF ou passaporte, assim como suas passagens aéreas e seguir as orientações quanto ao peso e tamanho de mala, determinadas por cada companhia aérea. 

De carro ou ônibus

Se você pretende viajar de carro dentro do Brasil, então não há com o que se preocupar. Atualmente as restrições por conta do coronavírus foram flexibilizadas na maioria dos estados do país, então você não irá se deparar com casos de lookdown ou isolamentos nas cidades do Brasil nesse momento.

Nesse caso, se você pretende viajar sozinho, não precisa se preocupar com o uso da máscara. Mas se fizer uma viagem com Uber ou outro aplicativo de transporte, por exemplo, é necessário o uso de máscara. 

Já para as viagens de ônibus também não há grandes requisitos. O passageiro deve apresentar seus documentos e seguir as recomendações dadas pela companhia de transporte, que inclui o uso de máscara e troca da mesma a cada 4 horas de viagem, como orienta os órgãos de saúde.

Também não é exigido o comprovante de vacina e nem mesmo o PCR negativo para o coronavírus em viagens de ônibus dentro do Brasil. 

O que é preciso atualmente para viagens internacionais?

O mais difícil para quem vai viajar durante a pandemia é se adequar às medidas adotadas por outros países, já que essas medidas podem mudar com frequência. Portanto, veja quais são os requisitos exigidos até o momento para viajar para alguns países, como Estados Unidos, Portugal e Argentina. 

EUA

Os Estados Unidos abriram as fronteiras para diversos países no início de 2022, dentre eles está o Brasil. Por isso, agora os brasileiros podem viajar para os Estados Unidos após quase 2 anos de restrição e bloqueio das fronteiras. 

No caso dos países liberados para entrar nos Estados Unidos, não é exigido a cobertura médica de emergência no caso de viagens com visto de turismo. Mas viagens que exigem outro tipo de visto podem exigir a cobertura médica de emergência para ingressar ao país.

Além disso, para entrar no país o passageiro precisa apresentar o PCR ou o teste antígeno negativo, sendo que o teste precisa ser feito em um prazo de um dia antes do embarque. Durante o voo o passageiro deverá usar máscara e realizar a troca a cada 4 horas ou antes, se sentir que a máscara está úmida. 

Em relação à documentação, os Estados Unidos exige a apresentação da carteira de vacina e também do comprovante de vacina de covid-19, além de todos os documentos que já eram exigidos antes da pandemia.

Portugal

Portugal, que faz parte da União Europeia e países do espaço Schengen, exige a realização do teste contra coronavírus, que pode ser PCR ou o teste rápido de antígeno para ingressar ao país. Não é exigido o comprovante de vacinação contra covid-19, mas o passageiro precisa apresentar a carteira de vacina exigido para viagens internacionais, como antes da pandemia.

Além disso, os passageiros precisam apresentar a documentação que já era exigida para ingresso ao país e também o seguro viagem, que é obrigatório para viagens para a Europa. E dentro dos aviões, é necessário o uso de máscara como orientam os órgãos de saúde.

Argentina

Para viajar para a Argentina, nosso país vizinho, é preciso apresentar apenas o documento de identidade, sem a necessidade de comprovação de vacina contra covid-19 e realização do teste antígeno ou PCR. 

Isso vale tanto para as viagens de carro até a Argentina, assim como as viagens de avião. Em todo caso, é recomendado o uso de máscara nos aviões e a troca da mesma conforme orienta cada companhia aérea. 

No geral: PCR, Quarentenas e Vacinas

Quase todos os países do mundo exigem a realização do teste antígeno ou PCR negativo para ingresso ao país, assim como comprovação de vacinas e seguro viagem. Por isso, a recomendação para quem irá viajar para fora do Brasil à trabalho é: faça o teste antes do embarque, leve seu comprovante de vacina contra covid-19, reúna toda a documentação necessária para ingressar no país e não se esqueça da comprovação das demais vacinas exigidas. 

Além disso, é sempre importante lembrar que o uso de máscara ainda é recomendado dentro dos aviões e aeroportos na maioria dos países, inclusive no Brasil. Mesmo que algumas localidades já tenham flexibilizado o uso de máscara, essas áreas são as que mais recebem visitantes do mundo todo, o que pode aumentar os riscos de mais infecção por covid-19. 

Lembrando que os autotestes, aprovados pela Anvisa, não são comprovantes e não podem ser usados em suas viagens.

Por último, gostaria de lembrar que você deve procurar mais informações antes de realizar a sua viagem diretamente no consulado de cada país, para não ser pego de surpresa, ok? Lembre-se, os requisitos podem mudar, então é importante estar atualizado quanto a isso.

esg

Compartilhe esse conteúdo
José Alberto Rodrigues
José Alberto Rodrigues

Olá! Me chamo José Alberto Rodrigues. Sou jornalista e pós-graduado em Comunicação e Marketing. Sou o Analista de Conteúdo na Onfly e nos últimos meses venho me dedicando a entender como funciona o mercado de viagens corporativas e como otimizar os custos de viagens das empresas. Para falar comigo, é só mandar um e-mail para jose@onfly.com.br