Um overview sobre o mercado de viagens corporativas e reembolsos de despesas em 2022

A Skift junto com a TripActions lançou um relatório completo com tendências de viagens corporativas e despesas para 2022, confira os principais pontos do estudo!

A Skift,  plataforma de mídia especializada  em viagens e tecnologia, e a TripActions, travel tech gigante focada em viagens corporativas e despesas (T&E) lançaram o “Skift Report: The State of Corporate Travel & Expense 2022“, no bom e velho português, seria o “Estado de viagens corporativas e despesas 2022”, onde trazem dados da retomada das viagens corporativas, e um panorama global do setor, sob a perspectiva de centenas de empresas e viajantes, em uma pesquisa com mais de 1600 respostas.

O relatório completo pode ser obtido diretamente por aqui.

Otimismo

Viajantes estão otimistas com o retorno das viagens a negócios, globalmente 75% dos viajantes a trabalho possuem a expectativa que as viagens voltem ao patamar pré-pandemia, nos EUA, cerca de 80% planejam viajar nos próximos 3 meses.

Tendências em gestão de despesas e trabalho remoto

Em pesquisa com 100 executivos C-level de diversas indústrias nos EUA, Europa, Asia e América Latina, com média de receita anual entre U$ 5.1B e U$ 11B, a McKinsey encontrou que 90% devem combinar trabalho remoto com trabalho presencial, em modelos completamente híbridos de trabalho.

Segue alguns highlights da pesquia

A pesquisa com mais de 1600 decisores apontou:

  • 33% informaram que a principal razão para realizar viagem a trabalho em 2022 é estabelecer novos relacionamentos de negócios, enquanto 29% pretendem viajar para eventos;
  • 77% concordam que viagens a trabalho ainda é importante para o crescimento e funcionamento de uma organização;
  • 63% estão interessados em unificar soluções de gestão de viagens e de despesas em uma plataforma única (alô, Onfly)
  • 79% dos viajantes e 71% dos decisores disseram que a principal preocupação em viagens atualmente é entender as mudanças realizadas com os voôos e com os destinos;
  • Apenas 48% usam cartões corporativas em viagem, enquanto 71% preferem usar um cartão corporativo ao invés de usar cartão pessoal;
  • 15% dos entrevistados informaram que a empresa vai adotar trabalho full remoto, enquanto 66% devem adotar trabalho híbrido;
  • 73% concordam que reuniões presenciais é mais eficaz que reuniões virtuais para entrega de trabalho;
  • 62% entendem que trabalho remoto irá impactar a frequência das viagens a trabalho;
  • 52% dos entrevistados alegam que o problema mais comum nas viagens a trabalho são os atrasos de vôos, enquanto 31% acredita que seja o cancelamento do vôo;
Compartilhe esse conteúdo
Imagem padrão
Time Onfly

Quer entrar em contato conosco? Mande um e-mail para: marketing@onfly.com.br

Deixar uma resposta