Pontes Aéreas: o que são e como se formam esses trechos super populares da aviação?

As pontes aéreas acontecem em todo o mundo e interligam grandes metrópoles, confira o que são e como elas se formam!

Você já ouviu falar na ponte aérea Rio-São Paulo? Se você faz negócios nessas capitais, já deve, inclusive, ter passado por essa rota super movimentada. 

As pontes aéreas ocorrem em todo o mundo em diversas metrópoles e regiões metropolitanas, ligando aeroportos em grandes centros comerciais e de negócios.

Nesse artigo, descubra o que são, como se formam esses trechos tão populares e uma lista dos mais movimentados no Brasil e no Mundo!

O que são pontes aéreas?

O termo Ponte Aérea é utilizado para denominar trechos entre cidades com grande fluxo de passageiros e de voos diários.

No Brasil, o nome remete ao trecho entre as cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo, mas ele também define outras rotas no país e em todo o mundo.

Um pouco de história

A primeira ponte e uma das mais conhecidas aconteceu ainda na Segunda Guerra Mundial, com a Luftwaffe suprindo tropas alemãs cercadas pelo exército vermelho em Stalingrado. Os objetivos da rota não foram cumpridos, mas ela permitiu que o termo Luftbrücke (ponte aérea em alemão) fosse criado e popularizado.

Historicamente, outras pontes também nasceram em guerra, como a entre Índia e China e outra que supria o lado Ocidental de Berlim no começo da Guerra Fria.

Hoje em dia, é costume chamar algumas rotas de pontes aéreas mesmo com um fluxo maior de passageiros, diferente do histórico primário de fornecer suprimentos.

Como se formam as pontes aéreas?

No passado, os objetivos das pontes aéreas eram primários a seus desenvolvimentos. Hoje, as pontes aéreas se formam quando existe uma alta demanda e um certo histórico de trânsito comum de pessoas entre dois destinos.

No caso do Brasil, a ponte mais famosa aqui foi criada e ganhou esse nome a partir de um acordo entre as companhias aéreas Cruzeiro do Sul, Varig e VASP, que com o crescimento  das cidades do Rio de Janeiro e São Paulo e o desenvolvimento da aviação, se juntaram para disponibilizar voos frequentes no trecho. Um dos principais pontos desse acordo, era que as passagens valiam para todos: não importava a companhia aérea, bastava comprar e entrar no voo no horário que desejasse. 

Já em 1999, o acordo acabou com a entrada de novas companhias realizando voos na rota. Mesmo com o fim do acordo e dessas companhias, o trecho ainda é chamado de ponte aérea e te explico melhor sobre ele a seguir.

Ponte aérea Rio-São Paulo, a mais popular do Brasil

A rota entre a capital paulista e a fluminense é, de longe, a mais popular em terras tupiniquins. Diversos passageiros se movimentam entre as metrópoles, com principal motivação os negócios nesses locais. Inclusive, não deixe de conferir Como comprar passagens aéreas baratas para sua viagem a trabalho.

Os aeroportos considerados nesse trecho são: Congonhas, Guarulhos e Viracopos, em São Paulo, e Santos Dumont e Galeão, no Rio. Eles funcionam com voos praticamente durante todo o dia toda a noite entre si e garantem que passageiros gastem entre 50 e 70 minutos para descer no estado vizinho. 

Atualmente, mais de 700 voos são realizados por semana na rota de cerca de 350 km de distância.

Para quem viaja no trecho frequentemente, existem diversas facilidades que as companhias o

ferecem junto com programas de fidelidade e milhas para acesso a menores preços, filas especiais e, até mesmo, lounges exclusivos.

Outras pontes aéreas no país

De nome, a única conhecida como ponte aérea no país é a Rio-São Paulo. Contudo, existem outras rotas brasileiras com volumes de voos e passageiros significativos. Ou seja, mesmo sem

 um apelido carinhoso, elas estão lá.

Dentre elas, as mais movimentadas são:

1º Lugar: São Paulo <> Rio de Janeiro, a ponte aérea

2º Lugar: Brasília <> São Paulo

3º Lugar: São Paulo <> Salvador

4º Lugar: Brasília <> Rio de Janeiro

5º Lugar: Porto Alegre <> São Paulo

Onde estão outras pontes aéreas no mundo?

Sabendo então desses trechos super populares do Brasil, vamos dar uma volta ao mundo.

Em todo o globo, existem outras pontes aéreas super populares que se destacam em diferentes continentes.

A principal delas e mais popular no mundo é o trecho entre Jeju e Seul, ambos na Coreia do Sul. Nessa ponte aérea, mais de 13 milhões de passageiros viajaram em mais de 65 mil voos em 2017. É gente de mais! Em comparação, na ponte aérea Rio-São Paulo, passaram 4,2 milhões de passageiros em 2014. 

Confira a lista com as 5 mais populares pontes aéreas do mundo:

1º Lugar: Jeju <> Seul 

2º Lugar: Melbourne <> Sydney 

3º Lugar: Sapporo <> Tóquio Haneda

4º Lugar: Fukuoka <> Tóquio Haneda

5º Lugar: Mumbai <> Nova Délhi

Se somar os passageiros nessas 5 rotas, são mais de 46 milhões de pessoas que embarcaram no período do ano de 2017. 

Alternativas aos voos em pontes aéreas

É claro que nesses caminhos, oportunidades e novas tecnologias são aplicadas. Nos próprios vôos na ponte aérea Rio-SP, desde quando ela surgiu até hoje, aeronaves mudaram, estão mais tecnológicas, mais econômicas e carregam muito mais pessoas. Além disso, inovações como self check-in foram implementadas para uma melhor experiência na ponte. 

No Brasil, mesmo com essas facilidades e um trecho de valor relativamente baixo, ainda existem pessoas que fazem a ponte por ônibus e carro. É um tempo gasto muito maior, mas com custos menores e com serviços como o Buser que cobram valores até 75% mais em conta no trecho. 

No mundo, as alternativas são ainda mais diferentes. Mesmo com diversas pontes em países asiáticos, existe um esforço para que trens bala sejam utilizados nessas rotas. Com viagens tão rápidas quanto os voos e com custos equivalentes. Na Europa, o uso de trens também é uma grande alternativa aos voos. Pois é, nós também sonhamos com um sistema ferroviário de alta velocidade no Brasil.

E você, já voou em uma dessas pontes aéreas?

Conta pra gente nos comentários em qual você viajou e como foi sua experiência.

Compartilhe esse conteúdo
Imagem padrão
Arthur Fortes

Arthur é Analista de Marketing na Onfly e graduando em Turismo com ênfase em Marketing na UFMG.
Para conversar com Arthur, envie um e-mail para arthur@onfly.com.br !

Deixar uma resposta