O que são Travel Techs? E por que este termo ficou tão popular?

Você pode até não conhecer o conceito de Travel Tech, mas provavelmente já conhece ou utilizou alguma recentemente.

5 minutos de leitura

É impossível, atualmente, pensar num mundo sem a tecnologia: mesmo em áreas mais remotas, em tribos mais isoladas, em países mais fechados, algum recurso tecnológico passa por lá, seja sinal de GPS, câmeras ou internet via satélite.

Na realidade das metrópoles, então, nem se fala!  Grandes empresas, servidores, transporte público monitorado, carros por aplicativo, self-check in em aeroportos…

Em qualquer situação que se possa imaginar, a tecnologia está lá. E não é diferente com as viagens, mobilidade e o turismo!

Dentre diversas inovações provenientes do advento da abundância de tecnologia para o setor das viagens e turismo, se destacam o surgimento das Travel Techs.

Elas são empresas propriamente de tecnologia, que atuam nesses setores com soluções diversas para turistas, hóspedes, hospedagens, viagens de negócios e todo o trade turístico em geral.

Para ser considerada uma dessas empresas, não basta ter um site ou uma licença de um sistema operacional ou  sistema informatizado de reservas.

Existe uma profunda diferença entre ser uma empresa de tecnologia, e uma empresa que utiliza tecnologia no seu dia-a-dia.

Para melhor se enquadrar dentro do termo, deter os ativos de tecnologia e investir continuamente em pesquisa e desenvolvimento talvez seja a principal característica de uma Travel Tech, além claro, de fornecer soluções tecnológicas para a área de viagens e turismo.

Agora que você já sabe o que elas são, apresentamos a seguir um pouco mais sobre o termo, o por que ele vem ficando mais popular e até mesmo alguns exemplos dessas empresas provavelmente você já ouviu falar sobre.

Vamos lá?

 

E de onde vem esse nome?

Para conhecer ainda mais sobre o que são as Travel Techs, vale também entender a origem deste termo. Você já deve ter ouvido falar das Fintechs, empresas de tecnologia no mercado financeiro, das Edtechs, de educação, ou até mesmo das AgroTechs, do segmento de agronegócio.

Todas elas são empresas de tecnologia direcionadas a mercados específicos.

Daí, fica fácil explicar: uma empresa de tecnologia que atua no mercado das viagens só pode ser uma… Travel Tech, claro!

E vale também ressaltar que essas empresas podem ser startups, que já nascem no contexto da tecnologia ou empresas tradicionais que mudaram seu foco de negócios para soluções tecnológicas, vide Magazine Luiza por exemplo, uma empresa tradicional de varejo que converteu todo o seu negócio para um negócio de tecnologia.

Por quê esse termo aparece cada vez mais?

Ainda, esse termo de fácil analogia com outras empresas, não se popularizou por acaso: o Turismo é um mercado gigante que representa cerca de 10% do PIB mundial, segundo o Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC).

Já existiam grandes e inúmeras empresas nesse setor e com a popularização da tecnologia e da internet, a entrada de empresas de tecnologia com soluções inovadoras era mais que provável.

Com isso, o termo vem se mostrando cada vez mais popular, tanto no mundo das startups, quanto para o cliente final.

Inclusive, por mais que você não sabia exatamente o que são, você provavelmente já utilizou o serviço de uma Travel Tech ou ao menos já viu algum anúncio por aí.

Duvida? Então dá uma olhada no mapa dessas empresas só no Brasil e me diz quantas você conhece:

Já comprou alguma passagem  pela Maxmilhas ou Viajanet? Já reservou um ônibus pela Clickbus? Ou já reservou hotel no Hurb?

Então, você já usou alguma travel tech.

Veja, recentemente a Loureiro Consultores fez um trabalho incrível de mapeamento com mais de 219 travel techs no Brasil.

E não é só por isso que o termo aparece frequentemente por aí.

No Brasil e no Mundo, muito dinheiro tem sido investido  nas Travel Tecs: a Lufthansa Hub mostrou que existem 45 unicórnios (startups com valor de mercado superior a 1 bilhão de dólares) de viagens e mobilidade espalhadas pelo mundo, como o Airbnb valendo mais de US$ 80 bilhões, que fez IPO recentemente. Já nacionalmente, a 99 foi oficialmente a primeira unicórnio brasileira e vem seguida de outras empresas com grandes expectativas de entrar nesse clube.

Conheça alguns tipos de Travel Techs!

Diante tantas possibilidades de negócios, as Travel Techs atuam em diferentes categorias, oferecendo os mais diferentes tipos de serviços e soluções tecnológicas. E para ficar de vez na cabeça o que são e o por quê da popularização do termo, confira as maiores dentre as 16 categorias que as Travel Techs podem se enquadrar, de acordo com o Mapa das Travel Techs da Onfly, e alguns exemplos dentro delas:

Agências de Viagem Online (OTA’s)

As OTA’s são a maioria no Brasil e representam 19,7% do total das Travel Techs no Brasil. São empresas que vendem passagens, hospedagem, passeios e outros serviços de forma online, diretamente ao viajante. É possível destacar nessa categoria Viajanet, a MaxMilhas e a Hurb.

Mobilidade Urbana

Representando 15,06% do total das Travel Techs, estão as soluções de mobilidade urbana. São 17 empresas, como por exemplo, a 99 e a Lady Driver, que possibilitam passageiros transitarem dentro das cidades, requisitando carros e motoristas, tudo pelo celular.

Expense Management

São sistemas implantados por empresas a fim de processar, pagar e auditar suas despesas. As Travel Techs que prestam esse serviço representam 14,25% do todo. Dentre elas, estão a KM Online e a Expenseon.

Hotel Solutions

As empresas que promovem soluções para hotéis vêm logo em seguida, com 10,43% do total de travel techs. Empresas como a Tag e a EasyHotel disponibilizam sistemas para meios de hospedagem fazerem uma gestão mais eficiente.

Rodoviário

Terminamos o Top 5 com as Travel Techs voltadas para o transporte rodoviário. Elas representam 9,27% das empresas de tecnologia voltadas para turismo e viagens e, diferente das duas anteriores que promovem serviços B2B, faz um contato maior com usuários finais. Alguns exemplos delas são a Buser e a ClickBus

Agora que você já sabe um pouco mais sobre as Travel Techs…

Conheça também um pouco da Onfly, uma Travel Tech brasileira que tem o propósito de transformar o mercado  de viagens corporativas, com soluções verticalizadas de gestão de Viagens e gestão de despesas em uma plataforma “tudo em um”.

Arthur Fortes
Autor: Arthur Fortes
Deixe seu e-mail e receba em primeira mão dicas de viagens corporativas

Só conteúdo supimpa, acredite ;-)

    Prometemos não enviar qualquer tipo de spam.


    Outros artigos