O que é a emissão de carbono em voos?

Entenda como o valor de emissão de carbono é calculado e o impacto no meio ambiente.

Se você já pesquisou voos online, possivelmente já se deparou com a emissão de carbono calculada para cada um deles. 

Por exemplo, no trecho entre o Aeroporto de Confins em BH até o Aeroporto de Congonhas em SP, o comum para a rota, segundo o Google Travel, é de 55 kg de CO₂ em média.

Já em um voo entre Recife em Pernambuco e Guarulhos em São Paulo, a emissão é de cerca de 144 kg de CO₂.

Mas, afinal de contas, o que é essa emissão de carbono nos voos? É isso que vamos esclarecer neste artigo. 

O que é a emissão de carbono? 

A emissão de carbono trata do lançamento de gases de efeito estufa na atmosfera, principalmente o dióxido de carbono, também chamado de gás carbônico (CO₂).

Como a queima de combustíveis fósseis, como querosene, carvão, gasolina, entre outros, gera a emissão de CO₂, o transporte aéreo também é responsável pela emissão de gás poluente. 

O CO₂ é um dos principais gases relacionados ao efeito estufa, apesar de não ser o único. Além dele, a emissão de outros gases é prejudicial para o meio ambiente, como o óxido nitroso (N₂O), o hexafluoreto de enxofre (SF6) e o metano (CH₄).

Esse impacto da aviação na qualidade do ar é comprovado por cientistas e especialistas. Segundo pesquisa do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), “as emissões da aviação civil comercial contribuem de forma cada vez mais significativa para as mudanças climáticas antropogênicas”. 

O estudo afirma ainda que as emissões de dióxido de carbono (CO₂) relacionadas à aviação aumentaram em média 2,6% por ano nos últimos 25 anos e o setor de aviação comercial já responda por cerca de 5% da sobrecarga global do clima.

Quando falamos das emissões de carbono, o valor é calculado por passageiro em determinada classe de voo. Portanto, com o exemplo acima, um passeiro em viagem de BH a SP é responsável pela emissão de 55 kg de CO₂; em um voo em um Airbus A350, com cerca de 400 passageiros, a emissão total fica em torno de 7.700 kg – quase 8 toneladas de gás carbônico – sem contar ainda com a carga e as bagagens. 

emissão de carbono em avião
Transporte aéreo também emite gás carbônico e outros gases poluentes.

Mas como isso é calculado? 

As emissões de carbono reais variam bastante. Segundo a International Energy Agency (IEA), a média mundial fica em 123g de CO₂ por km rodado para o transporte aéreo. 

Apesar da média, o valor exato vai depender de alguns fatores mais específicos, como:

  • modelo da aeronave;
  • velocidade e altitude;
  • distância percorrida;
  • número de passageiros;
  • quantidade de bagagem transportada. 

Vale lembrar que aeronaves com eficiência no consumo de combustível e rotas mais curtas geralmente resultam em emissões de carbono mais baixas. 

Mas, nem sempre os voos sem escalas são os menos poluentes, principalmente para trajetos longos. É que o voo com várias paradas podem ter menos consumo de combustível do que uma opção sem escalas e/ou conexões. 

Além disso, primeira classe, econômica premium e classe executiva costumam emitir mais carbono porque os assentos ocupam mais espaço.

Viagens mais sustentáveis com menos emissão de carbono 

Para saber quais são as viagens mais sustentáveis e com menos emissão de carbono, um aliado do viajante é a Onfly, que analisa os dados através do Google Travel, e disponibiliza a quantidade de emissão diretamente na plataforma na hora de escolher os voos.

A ferramenta desenvolve uma média da emissão e indica se o voo selecionado tem emissão maior ou menor da esperada. 

Ao final de um determinado período de tempo, a Onfly oferece ainda relatórios personalizados da emissão de carbono nos voos. Dessa maneira, é possível saber quais viagens e quais centros de custos tiveram mais emissão em um mês, por exemplo.

Assim, é muito mais simples tomar decisões assertivas na hora de escolher o voo e também para incentivar escolhas mais sustentáveis, com menos emissão de carbono, através dos dados presentes nos relatórios.

Além de verificar sobre o voo, existem algumas outras ações que podem reduzir o impacto ambiental, reduzindo a emissão de CO₂. Confira:

Controle o peso da bagagem

Quanto mais pesado o avião, mais combustível será gasto no trajeto. Por isso, fique de olho no peso da bagagem para colaborar com uma viagem mais sustentável, com menos emissão de carbono. 

Na prática, vale se atentar ao fazer a mala para garantir que não ultrapasse o peso necessário. 

Prefira voos sem escala

Segundo as empresas de aviação, os aviões gastam muito combustível para decolar e para aterrissar.

Por isso, geralmente, voos sem escalas tendem a ter menos emissão de carbono. Porém, como destacamos anteriormente, isso depende da rota e modelo da aeronave.

Prefira a classe econômica

A classe econômica nos voos é mais sustentável. Alguns estudos, como do Banco Mundial, apontam que quem viaja de primeira classe ou classe executiva pode responder por três vezes mais emissões de gases de efeito estufa. 

Isso porque na classe econômica são mais assentos e, portanto, mais passageiros podem ser transportados com o mesmo tanto de combustível.

Compensação de carbono 

Além dessas medidas, os passageiros podem pagam uma taxa adicional para financiar projetos que compensam as emissões de carbono produzidas em seus voos. As principais companhias aéreas brasileiras, como Gol, Latam e Azul, desenvolvem projetos de sustentabilidade e contam com programas de compensação de gases. 

As três cias aéreas informam que estão com ações para zerarem a emissão de carbono até 2050 – já que esta é uma meta global

No total, são quase 300 companhias que integram a Associação Internacional de Transportes Aéreos (IATA), que aprovaram em 2021 uma resolução para que o setor reduza gradualmente as emissões de carbono e alcance emissões líquidas zero até 2050.

Os relatórios de CO₂ da Onfly também podem ajudar as empresas a partirem para ação e apoiarem projetos de compensação de carbono conforme a sua emissão nos voos das viagens a trabalho.

Assine nossa newsletter e fique informado sobre tudo que envolve as viagens corporativas: 

newsletter
Compartilhe esse conteúdo
Elaine Maciel
Elaine Maciel

Elaine é comunicóloga pela UFSJ e embarcou no desafio de fazer parte do time de comunicação e marketing da Onfly como Analista de Conteúdo. Para conversar com ela, basta enviar um e-mail para elaine.maciel@onfly.com.br!