As armadilhas de contratar uma agência de viagens com processos de reservas ultrapassados

Em qualquer decisão estratégica para uma organização é preciso pensar nas contribuições que aquela nova aquisição trará para todo o ciclo comercial. Quando falamos em viagens corporativas, cada ferramenta e ou plataforma conta para o sucesso da sua gestão. Ao adotar uma agência de viagens com processos de reservas ultrapassados, você precariza não só a saúde financeira do seu negócio mas também a experiência do colaborador viajante. 

Já pensou ter que fazer uma reserva de aéreo por telefone e ter que ficar 10, 20, 30 minutos esperando para ser atendido? Ou ter que ficar com a orelha doendo de tanto ouvir aquelas musiquinhas de elevador para reservar um quarto de hotel? E depois de toda a espera, ter que aguardar pela cotação, que pode mudar dependendo do horário, por e-mail ou mensagem de texto? Sem contar no tempo e investimento perdido para fazer uma ação que poderia levar poucos minutos. 

Não dá, né, Brasil?! Mas fique tranquilo que nós iremos te ajudar nesse processo de encontrar a agência de viagens ideal e sem comprometer as suas operações.

Bora?

Como fugir de uma agência de viagens com processos de reservas ultrapassados

Sua atual agência ou empresa recomendada para uma reserva específica, como um evento, possui benefícios extras? Existe uma nuance enorme em satisfazer sua empresa com a contratação de uma agência de viagens para suprir uma necessidade rotineira com uma agência que não só irá suprir este gap mas que irá trazer retornos além do esperado. Pensar em não cair em armadilhas sugere uma pesquisa profunda em todas as lacunas que a empresa contratada irá atender em sua empresa e dos impactos oportunos.

E isso perpassa por entender qual o tipo de empresa você está contratando, quais serviços ela oferece além das reservas e quais as contribuições ela terá a curto e médio prazo. Quanto maior o número de colaboradores viajantes, maior será o problema e o risco de falhas em reservar uma passagem por telefone ou e-mail, por exemplo. 

Contratar um serviço errado pode causar sérios danos para a empresa e para o dia-a-dia organizacional, como perda de dinheiro, tempo e a  insatisfação do colaborador. A seguir listamos uma série de dicas para escapar de qualquer agência de viagens com processos de reservas ultrapassados:

Corra de reservas por e-mail e telefone

A reserva de passagens e de serviços de hotelaria são sempre um ponto delicado na hora de qualquer viagem corporativa. Afinal, existe toda uma política de viagens para ser seguida com exatidão, como antecedência e valores estipulados. Em um momento tão dinâmico, em decorrência dos avanços tecnológicos, fazer reservas por telefones tornou- se algo muito distante quando o assunto é redução de custos e tempo. 

E vamos combinar uma coisa? Haja paciência em ter que ligar para uma agência de viagens para solicitar a cotação de um aéreo ou verificar a disponibilidade de um quarto num hotel. Ninguém merece ter que torcer para conseguir ser atendido ou ficar muito tempo escutando aquelas musiquinhas de elevador. Além disso, o tempo gasto em espera na linha poderia ser gasto com outras ações e monitoramento de outros KPIs

Quando se tem uma plataforma all-in-one integrada com todos esses serviços, você ganha tempo, dinheiro e satisfação dos colaboradores. Fuja de uma agência de viagens com processos de reservas ultrapassados e que promovem este tipo de serviço apenas. 

O lance é ter uma agência com plataforma multibroker

Economia. Que empresa não quer economizar da maneira correta? Explicamos em um blog post anterior que quando se entende o processo de distribuição da indústria, da precificação e incentivo de vários canais e a estratégia de cada agência, fica claro, que nem sempre, ir direto na companhia aérea ou no hotel, o cliente captura as melhores tarifas

Cada agência apresenta uma política de tabelamento e precificação diferente, o que pode causar distorções tarifárias. Antes da internet era algo imperceptível ou com pouquíssima visibilidade, o problema é que a popularização da internet bagunçou tudo isto( em certa parte, né?). Em resumo, é possível capturar tarifas melhores em muitos momentos nos canais intermediários, como consolidadoras, operadoras ou OTAs.

A Onfly, por exemplo,  tem um algoritmo proprietário que varre a internet em busca de vários canais, inclusive os diretos, para trazer as melhores tarifas para o cliente, tem uma vantagem competitiva enorme, e, que consequentemente, gera redução de custos para todos os nossos clientes. Tá conseguindo entender os risco de uma agência de viagens com processos de reservas ultrapassados?

gestão de viagens com a Onfly
Pós atendimento faz sim toda a diferença

Cada vez mais o setor de operações vem deixando de ser um setor complementar de resolução de problemas dentro das empresas para se tornar um diferencial competitivo nas organizações, melhorando drasticamente a experiência dos clientes e consequentemente o resultados para a empresa. 

Por aqui em nossa organização, tudo que é relacionado a emissão de reservas, acompanhamento e suporte ao cliente é visto como diferenciais para fazer sentido em toda a usabilidade do nosso cliente em nossa plataforma. Com isso, conseguimos ter uma ação pró-ativa, muito mais “humana” e consultiva do que aqueles e-mails automáticos feitos pelas cias aéreas, hotéis e alguma agências. 

Ah! E o atendimento tem de ser 24/7 ou seja, de segunda a segunda em qualquer momento do dia. Imagina ser informado que um vôo foi cancelado e ter uma resposta tardia a este cancelamento? Mais uma vez não dá, né?!

Se sua agência não investe em tecnologia e inovação, considere analisar a situação

Estar sempre em constante movimento e se reinventando faz parte das empresas que você investe e confia? Um negócio que não se moderniza, vai ficando cada vez lá pra trás. Cada vez mais vemos o impacto da tecnologia em todos os aspectos da nossa vida e como ela vem tentando resolver processos complexos em diferentes níveis de trabalho. 

Quando uma agência não procura oferecer soluções mais arrojadas na reserva e gestão de viagens, ela possibilita uma infinidade de dificultadores para que as pessoas façam no ambiente corporativo as mudanças construídas para o cliente final. Não dá para ficar solicitando compra de passagem por telefone ou até mesmo por e-mail, de forma arcaica em pleno século XXI. 

Sua agência precisa ter processos ágeis e oferecer uma plataforma self-booking, sistema em que os colaboradores da sua empresa poderão emitir e reservar bilhetes aéreos e hotéis, com um time de atendimento focado no sucesso do cliente. Por meio de uma plataforma de tecnologia especializada na tarefa, o controle de custos corporativos é feito de forma automática e segura, a fim de que erros comuns, como a má-interpretação de uma planilha ou a perda de um recibo em papel, não aconteçam.

Deu pra perceber as armadilhas de contratar uma agência de viagens com processos de reservas ultrapassados e como encontrar a melhor opção? Gostou do nosso conteúdo? Assine nossa newsletter para saber mais sobre gestão de viagens corporativas.

esg
Compartilhe esse conteúdo
José Alberto Rodrigues
José Alberto Rodrigues

Olá! Me chamo José Alberto Rodrigues. Sou jornalista e pós-graduado em Comunicação e Marketing. Sou o Analista de Conteúdo na Onfly e nos últimos meses venho me dedicando a entender como funciona o mercado de viagens corporativas e como otimizar os custos de viagens das empresas. Para falar comigo, é só mandar um e-mail para jose@onfly.com.br